English Version  |  Contactos  |  Localização  
 
Althum.com  

Rua Conde de Sabugosa, 7 1º dt.º
1700-115 Lisboa, Portugal
(+351) 218 409 406

 
 
HomeAlthum.comLivrosMúsicaEventosBusiness Registar  |  Login 0 Itens Carrinho
 
     
 

CATÁLOGO/

Livros

Património
Pequenos Tesouros
Projectos Especiais
Outros Temas

Música

DVD
CDs

Eventos

Concertos
Espectáculos
Lançamentos
Exposições


PESQUISA/

Pesquisar

Procurar por/


# A B C D E F G
H I J K L M N O
P Q R S T U V W
X Y Z  

Catálogo > Livros > Outros Temas > Banda desenhada baseada em O CAPITAL

Banda desenhada baseada em O CAPITAL

Carlos Barradas

18,00 € 16,20 € (-10%)

Assinalou-se neste ano de 2018 o segundo centenário do nascimento de Karl Marx, uma das mais relevantes figuras da modernidade, um cientista de grande envergadura e rigor intelectual, das áreas da filosofia, da economia política e do socialismo.

O pensamento e a obra de Karl Marx foram e são determinantes na luta emancipadora da classe operária e de todos os trabalhadores por uma sociedade sem exploradores nem explorados.

 

Quando em 1879, um grupo de operários tabaqueiros se juntou para criar um jornal que lhes desse voz, era já muito grande a inspiração de Karl Marx nos movimentos operários que então se inflamavam na luta contra as miseráveis condições de vida a que se viam votados pelo crescimento industrial que se fazia à custa das suas precárias existências.

O “espectro" do marxismo pairou por aqui e a primeira página d’A Voz do Operário (1879) assim o gravou: “a numerosa classe dos manipuladores do tabaco, despertando do letargo em que tem jazido e impelida pela necessidade, mestra da vida, fez um esforço supremo (...) para se levantar do abatimento moral que lhe sufoca as suas justas aspirações e sair do abismo para onde a sua ignorância e indesculpável inação a arremessaram”. Foi há 139 anos, data que agora igualmente assinalamos.

Era clara a adesão do colectivo d’A Voz do Operário às doutrinas socialistas e aos seus propagandistas, que tinham em Karl Marx expoente máximo.

Em 1886 A Voz do Operário edita a sua primeira publicação de “O Manifesto do Partido Comunista” obra de Marx, escrita em colaboração com o seu companheiro de toda a vida, Friedrich Engels.

Como a história da nossa Instituição o demonstra, é profunda e íntima a relação de todo o universo marxista com as pedras basilares d’A Voz do Operário. Seria assim de elementar justeza assinalar e celebrar o segundo centenário de Karl Marx em conjunto com os 139 anos do jornal A Voz do Operário. E que melhor homenagem se presta a uma ideia se não perpetuá-la através das obras que fomentam a ação transformadora?

Em O Capital, Marx faz uma análise profunda do capitalismo, enquanto sistema gerador de desigualdades económicas e sociais. Como pedra angular desta obra, desenvolve a teoria da mais-valia, riqueza gerada pelos operários no processo produtivo que é apropriada pelos detentores dos meios de produção. Aqui se mostra o carácter sistemático das crises no capitalismo, inviabilizando-o como solução para o futuro da humanidade: nele a produção não está ao serviço da satisfação das necessidades da maior parte da população mas antes da obtenção do lucro usurpado pela classe dominante.

Ainda no rescaldo da revolução do 25 de Abril de 1974, Carlos Barradas adapta esta obra maior de Marx a banda desenhada, editando-a em 1978. É este mesmo trabalho que publicamos agora, numa edição fac simile, em que subscrevemos o explicitado por Orlando Neves, no prefácio da 1.ª edição: a possibilidade de massificação de um texto tido como complexo, de difícil alcance para “leigos” nas matérias em causa, através “da força comunicativa da banda desenhada”.

A Voz do Operário agradece ao autor a honrosa cedência do seu espantoso trabalho.

Agradecemos igualmente ao economista Sérgio Ribeiro o valioso posfácio que enriquece a presente edição, contribuindo assim para um maior enquadramento e compreensão do universo d'O Capital.

A teoria revolucionária do marxismo inspirou e inspira a luta dos trabalhadores pela sua emancipação económica, social, política e cultural, pela edificação de uma sociedade sem exploração, por um mundo de paz. A Voz do Operário continua, tal como há 139 anos, a fazer eco desse belo, atual e cada vez mais imprescindível projeto.

 

O Presidente da Direção da Voz do Operário

Manuel Figueiredo

Ano de edição: 2018

Formato: 22X29,7 cm

Encadernação: capa mole

Páginas: 128 a 1 cor

Classificação: Outros Temas

 

Banda desenhada baseada em  O CAPITAL

 
 
     
 

© althum.com - Todos os direitos reservados     info@althum.com | Site Map | Política de Privacidade